Kit de teste de anticorpo multiespecífico para febre aftosa (FA)

Febre aftosa (FA)

O teste de anticorpo multiespecífico para FA da IDEXX constitui um método rápido, simples, sensível e específico para a detecção de anticorpos contra proteínas não estruturais (non-structural proteins, NSP) do vírus da febre aftosa (VFA) em amostras de soro e plasma de origem bovina, caprina, suína e ovina. Esse teste permite a diferenciação entre amostras de animais infectados (presença de anticorpos contra NSP do vírus da FA) e vacinados (ausência de anticorpos contra NSP do vírus da FA).

* Disponibilidade/Distribuição: mundial

 

Entre em contato conosco

Detalhes do teste


Recursos

  • Resultados mais rapidamente (tempo total de incubação de 2 horas e 10 minutos).
  • Reagentes prontos para uso.
  • Para uso com soro e plasma de bovinos, ovinos, caprinos e suínos.
  • Detecta seletivamente anticorpos contra proteínas não estruturais (NSP)
  • Diferenciação precisa entre animais infectados (NSP+) e vacinados (NSP-)

Números e tamanhos das peças

99-41379 (Kit com 5 placas/5 placas com bandas, 480 testes)

Sobre a febre aftosa (FA)

A febre aftosa é causada por um vírus contagioso que pode espalhar-se rapidamente entre animais biungulados e populações de animais selvagens. O seu impacto econômico pode ser sentido diretamente, sob a forma de perda de produção de leite e redução drástica no desempenho em rebanhos afetados, e, indiretamente, em termos de perda de receitas e custos adicionais impulsionados pela necessidade de vacinas.1 O teste de anticorpo multiespecífico para FA da IDEXX ajuda laboratórios, governos, veterinários e agricultores a lidarem com a ameaça dessa doença altamente contagiosa.

Todas as soluções do teste

Kit de teste de anticorpo multiespecífico para febre aftosa (FA)



* Nem todos os produtos estão disponíveis e/ou registrados em todos os países.

Referências
1. Rushton J, Knight-Jones T, Donaldson A, de Leeuw P, Ferrari G, Domenech J.
The impact of foot and mouth disease. www.oie.int/doc/ged/D11888.PDF.
Acesso em segunda-feira, 30 de janeiro de 2017.