Laboratórios de referência da IDEXX
 

Laboratory technician with mask on preparing microbiology samples with pipette

Teste SARS-CoV-2
(COVID-19) RealPCR da IDEXX

Para casos raros após consultar uma autoridade sanitária

Em casos raros onde os três critérios abaixo são cumpridos, este teste oferece aos veterinários a oportunidade de tranquilizar os tutores de animais de companhia, se o seu animal não estiver infectado, ou de intervir e fornecer ao seu paciente o mais elevado padrão de tratamento, caso o resultado seja positivo.

  • O animal de companhia convive com um humano portador de COVID-19 ou com resultado positivo para o coronavírus SARS-CoV-2
  • O animal de companhia já foi testado para infecções mais comuns, que foram descartadas pelo veterinário
  • O animal de companhia (principalmente gatos ou furões) apresenta sinais clínicos consistentes com a COVID-19
     

Como fazer o pedido

Para ver os recursos mais recentes da IDEXX referentes à pandemia de COVID-19

Para uso em casos raros para confirmar ou descartar a infecção pelo vírus da COVID-19 em animais de companhia 

As principais autoridades sanitárias e os veterinários da IDEXX concordam que a transmissão do vírus SARS-CoV-2 ocorre principalmente de pessoa para pessoa e não recomendam a realização de testes em animais de companhia assintomáticos. Até o momento, a IDEXX não encontrou nenhum resultado positivo.em animais de companhia para o vírus da COVID-19, o que sugere que cães e gatos que convivem com pessoas infectadas geralmente não são infectados, salvo em casos raros e isolados. Em animais de companhia sintomáticos, é mais provável que a doença seja causada por uma infecção respiratória mais comum que a COVID-19.14

Embora não haja atualmente nenhuma evidência de que cães ou gatos contribuam para a transmissão da doença para seres humanos, evidências clínicas crescentes sugerem que pode haver níveis variados de susceptibilidade dos animais à infecção. Pesquisas recentes revisadas por pares também comprovaram que gatos e furões podem ser mais suscetíveis a infecções clínicas, enquanto os cães parecem ser, em geral, mais resistentes à infecção.8-11

Quando testar

As principais autoridades sanitárias e os veterinários da IDEXX concordam que a transmissão do vírus SARS-CoV-2 ocorre principalmente de pessoa para pessoa e não recomendam a realização de testes em animais de companhia assintomáticos. Em animais de companhia sintomáticos, é mais provável que a doença seja causada por uma infecção respiratória mais comum que a COVID-19.14

A orientação da IDEXX, alinhada com as orientações de especialistas clínicos, é de que os veterinários solicitem o teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX somente quando recomendado por uma autoridade sanitária (por exemplo, um veterinário de saúde pública dos EUA) e mediante o cumprimento dos seguintes critérios específicos:

  • O animal de companhia convive com um humano portador de COVID-19 ou com resultado positivo para o coronavírus SARS-CoV-2
  • O animal de companhia já foi testado para infecções mais comuns, que foram descartadas pelo veterinário
  • O animal de companhia (principalmente gatos ou furões) apresenta sinais clínicos consistentes com a COVID-19 
     

Para obter informações mais detalhadas, consulte nossa atualização de diagnóstico.


A IDEXX apoia inteiramente a recomendação da Associação Médica Veterinária Americana (American Veterinary Medical Association, AVMA) publicada em seu site, afirmando que “se for observada uma doença nova e preocupante que não pode ser explicada de outro modo, e se o animal de companhia teve contato próximo e prolongado com uma pessoa com suspeita de infecção ou infecção confirmada pelo vírus da COVID-19, o veterinário deve entrar em contato com um veterinário sanitarista ou agente de saúde designado para discutir se há ou não necessidade de testar esse animal para COVID-19”.

Como fazer o pedido

Instruções especiais para o envio de amostras para o teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX

Todas as amostras do teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX devem ser enviadas diretamente ao Laboratório de Diagnóstico Molecular (PCR) da IDEXX na cidade de Sacramento, na Califórnia, via FedEx ou UPS. Etiquetas para transporte, insumos e swabs para PCR para os testes de COVID-19 estão disponíveis por meio dos pedidos on-line da IDEXX.

Observação: Para abrir uma conta de pedidos on-line da IDEXX ou uma conta FedEx ou UPS, entre em contato com o centro de vendas internas da IDEXX pelo número 1-888-79-IDEXX (888-794-3399).

Clientes diretos da IDEXX: Não use suas etiquetas pré-impressas. Preencha uma etiqueta para transporte da FedEx ou UPS com suas informações de faturamento atuais da IDEXX e envie as amostras para o seguinte endereço:

IDEXX Sacramento
2825 KOVR Dr.
West Sacramento, CA, EUA 95605
Telefone:  1-800-444-4210

Não é cliente da IDEXX? Entre em contato com um representante e solicite ajuda para abrir uma conta.

Nomes e códigos do teste

Código do teste: 8826

Teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX

Código do teste: 88261

Complemento do teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX

Complemento para um teste ou painel RealPCR anterior

 

Teste para causas mais comuns de doença respiratória a serem consideradas antes de testar para o SARS-CoV-2 (COVID-19)


Painel RealPCR de infecção de trato respiratório superior (ITRS)

Testes RealPCR para Bordetella bronchiseptica, Chlamydophila felis, calicivírus felino, quant. herpesvírus felino tipo 1 (FHV-1), vírus da gripe aviária H7N2, vírus influenza A (inclui H3N2, H1N1, H3N8) e Mycoplasma felis. Inclui quantificação de partículas virais de herpesvírus felino tipo 1 (FHV-1) se o resultado do PCR for positivo. Inclui identificação da cepa de influenza A se o resultado do PCR for positivo.

2512—Gatos

 

Painel RealPCR de doença respiratória (DRC) (Abrangente)

Testes RealPCR para Bordetella bronchiseptica, adenovírus canino tipo 2, quant. vírus da cinomose canina (CDV), herpesvírus canino tipo 1 (CHV-1), vírus da parainfluenza canina, pneumovírus canino, coronavírus respiratório canino (CRCoV), vírus da influenza canina H3N2, vírus influenza A (inclui H1N1, H3N2, H3N8, H7N2), Mycoplasma cynos e Streptococcus equi subsp. zooepidemicus. Inclui quantificação de partículas virais de vírus da cinomose canina se o resultado do PCR for positivo. Inclui identificação da cepa de influenza A se o resultado do PCR for positivo.

2524—Cães

 

Painel RealPCR para vírus influenza 

Testes RealPCR para vírus influenza pandêmico H1N1, vírus da influenza canina H3N2, vírus da influenza canina H3N8 e vírus influenza A. Inclui identificação da cepa de influenza A se o resultado do PCR for positivo.

3731—Cães/Furões

Orientações para envio de amostras

Orientações para coleta de amostras de SARS-CoV-2

Antes de testar um animal de companhia para SARS-CoV-2, é recomendável consultar um veterinário sanitarista ou a AVMA para verificar as orientações mais recentes para a coleta segura de amostras. Ao coletar amostras de um animal de companhia com suspeita de infecção por SARS-CoV-2, é recomendável o uso de equipamento de proteção individual (EPI), incluindo luvas, máscara, capote e proteção ocular.

A amostra ideal deve se basear em apresentação clínica e finalidade do teste.
  • Para manifestações respiratórias: swab faríngeo profundo (com material orgânico visível no swab; esfregar com firmeza) e um swab conjuntival (limpar os olhos e passar o swab no interior da pálpebra), no mesmo tubo. Se o paciente cooperar, pode-se incluir um swab da cavidade nasal caudal. Enviar swabs de haste plástica, secos, sem nenhum meio de transporte, em tubo de tampa vermelha ou vazio estéril; manter refrigerado. 
  • Para manifestações gastrointestinais: 3-5 g (1 g no mínimo) de fezes frescas em um frasco estéril e swab faríngeo profundo (com material orgânico visível no swab; esfregar com firmeza) e um swab conjuntival (limpar os olhos e passar o swab no interior da pálpebra), no mesmo tubo. Enviar swabs de haste plástica, secos, sem nenhum meio de transporte, em tubo de tampa vermelha ou vazio estéril; manter refrigerado.
  • Sem sinais clínicos distintos (p. ex., em pesquisas da saúde pública): 3-5 g (1 g no mínimo) de fezes frescas em um frasco estéril e swab faríngeo profundo (com material orgânico visível no swab; esfregar com firmeza), swab conjuntival (limpar os olhos e passar o swab no interior da pálpebra), e swab nasal caudal, no mesmo tubo.

Requisitos das amostras

Swab faríngeo profundo (com material orgânico visível no swab; esfregar com firmeza) e um swab conjuntival (limpar os olhos e passar o swab no interior da pálpebra), no mesmo tubo. Enviar swabs de haste plástica, secos, sem nenhum meio de transporte, em tubo de tampa vermelha ou vazio estéril; manter refrigerado. 

Amostras adicionais para o teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX: se o paciente cooperar, pode-se incluir um swab da cavidade nasal caudal. Se houver presença de sinais gastrointestinais, incluir também 3-5 g (1 g no mínimo) de fezes frescas em um tubo estéril.

Requisitos para notificação

Quais são os requisitos para notificação em caso de resultado positivo do teste SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR da IDEXX?

A COVID-19 é uma doença de notificação obrigatória em nível internacional. Caso seja detectado um resultado positivo para o SARS-CoV-2, a equipe RealPCR da IDEXX fornecerá informações essenciais às autoridades sanitárias e/ou veterinárias (por exemplo, ao veterinário de saúde pública nos Estados Unidos), conforme exigido por lei. O veterinário comunicante também é responsável por notificar o resultado positivo e desempenha um papel importante na comunicação de informações clínicas adicionais e histórico do paciente. Testes SARS-CoV-2 (COVID-19) RealPCR™ da IDEXX positivos serão confirmados em um laboratório terceirizado pelo governo, conforme orientações regulamentares.

Suporte e recursos

Como solicitar testes on-line

Você sabia que você pode buscar testes diagnósticos, criar uma requisição e verificar o status em vetconnectplus.com?

Prazo para entrega

Resultados preliminares em 1-4 dias; reservar um tempo adicional para confirmação de resultados positivos para SARS-CoV-2.

Serviços de atendimento ao cliente

A IDEXX oferece suporte à sua clínica com nossa equipe de atendimento ao cliente, suporte técnico e serviços de consultoria clínica, incluindo nossos veterinários de suporte diagnóstico e especialistas certificados.

1-888-443-9987
Artist rendering of DNA extraction using RealPCR

O que é PCR?

O teste de reação em cadeia da polimerase (polymerase chain reaction, PCR) identifica a presença do DNA ou RNA de um patógeno na amostra de um paciente. O PCR é um teste altamente sensível e específico que pode confirmar a presença de um organismo.

Os resultados do teste PCR facilitam a detecção precoce de doenças em animais infectados:
  • Em geral, positivo em animais infectados antes que o anticorpo possa ser detectado

Entre em contato com o atendimento ao cliente

Informações sobre saúde pública e outras questões não relacionadas a clientes: Clique aqui.

Referências

  1. Centers for Disease Control and Prevention. Coronavirus Disease 2019 (COVID-19). www.cdc.gov/COVID19. Accessed April 16, 2020.
  2. World Health Organization. Coronavirus disease (COVID-19) outbreak. www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019. Accessed April 16, 2020.
  3. American Veterinary Medical Association. COVID-19: What veterinarians need to know. www.avma.org/coronavirus. Accessed April 16, 2020.
  4. World Small Animal Veterinary Association (WSAVA). The new coronavirus and companion animals—advice for WSAVA members. www.wsava.org/news/highlighted-news/the-new-coronavirus-and-companion-animals-advice-for-wsava-members. Accessed April 16, 2020.
  5. Ong SWX, Tan YK, Chia PY, et al. Air, surface environmental, and personal protective equipment contamination by serve acute respiratory syndrome coronavirus 2 (SARS-CoV-2) from a symptomatic patient [published online ahead of print March 4, 2020]. JAMA. 2020;e203227. doi:10.1001/jama.2020.3227
  6. van Doremalen N, Bushmaker Y, Morris DH, et al. Aerosol and surface stability of SARS-COV-2 as compared with SARS-CoV-1. N Engl J Med2020;382(16):1564–1567. doi:10.1056/NEJMc2004973
  7. Wan Y, Shang J, Graham R, Baric RS, Li F. Receptor recognition by the novel coronavirus from Wuhan: An analysis based on decade-long structural studies of SARS coronavirus. J Virol. 2020;94(7):e00127-20. doi:10.1128/JVI.00127-20
  8. Shi J, Wen Z, Zhong G, et al.  Susceptibility of ferrets, cats, dogs and other domesticated animals to SARS-coronavirus 2. Science. 2020;eabb7015. doi:10.1126/science.abb7015
  9. Kim Y, Kim SG, Kim SM, et al. Infection and rapid transmission of SARS-CoV-2 in ferrets [published online ahead of print April 5, 2020]. Cell Host Microbe. 2020;S1931-3128(20)30187-6. doi:10.1016/j.chom.2020.03.023
  10. Questions and answers on the 2019 coronavirus disease (COVID-19): Surveillance and events in animals. World Organisation for Animal Health (OIE) website. www.oie.int/en/scientific-expertise/specific-information-and-recommendations/questions-and-answers-on-2019novel-coronavirus. Updated April 9, 2020. Accessed April 16, 2020.
  11. USDA Cases of SARS-CoV-2 in Animals in the United States. USDA Animal and Plate Health Inspection Service website. https://www.aphis.usda.gov/aphis/dashboards/tableau/sars-dashboard.   Updated February 15, 2021. Accessed March 16, 2021.
  12. OIE Statement on COVID-19 and Mink. OIE World Organisation for Animal Health website. https://www.oie.int/en/for-the-media/press-releases/detail/article/oie-statement-on-covid-19-and-mink/. Accessed March 16, 2021.
  13. Low-level of infection with COVID-19 in pet dog [news release]. Hong Kong: Government of the Hong Kong Special Administrative Region; March 4, 2020. www.info.gov.hk/gia/general/202003/04/P2020030400658.htm. Accessed April 16, 2020.
  14. Journal of Small Animal Practice (2020), 1-7:  Frequency of respiratory pathogens and SARS-CoV-2 in canine and feline samples submitted for respiratory testing in early 2020. doi: 10.1111/jsap.13300.

 

O teste PCR é um serviço realizado conforme contrato estabelecido com a Roche Molecular Systems, Inc.